sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

E por falar em poesia...

Depois de um longo período de recolhimento em que passamos por uma prova de fogo, como no texto de Rubens Alves, Pipocas, ressurgimos para a vida mais leves após as nossas cascas duras terem sido amolecidas pelo calor do fogo. Talvez isso nos torne melhores, pois picocas trazem alegria. Ou quem sabe uma lagarta encasulada que em um belo dia aparece como ser voante para alegrar outras vidas? Não importa: pipoca ou borboleta. O que importa é que houve uma transformação, que nos tornamos melhores. Nesse período, em que encasulada estive, escrevi menos e observei mais. Percebi a verdadeira poesia , essa que não se encontra em paginas , em textos, mas sim nas coisas mais simples criadas por Deus. Registrei alguns momentos em fotografias para que não se percam, pois são únicos e efêmeros.Quero dividi-los com vocês. Ei-los aqui.

Um comentário:

  1. Seja bem vinda ao meu Blog!

    Beijinhos e bom final de semana...

    ResponderExcluir

Assim nasceu 2010!

Assim nasceu 2010!
A exuberancia da natureza se manifesta em toda a sua plenitude. Feliz 2010

A metamorfose

A metamorfose
Flagrante da vida que surgirá em 2010. Que cor terá? Só sei que virá para tornar minha vida mais feliz quando pousar em meu jardim. Embora sua passagem seja breve valeu a pena esperar por esse momento. Cada ser tem sua missão aqui neste planeta e a dela é de embelezar e alegrar nossas vidas.

Nós, minha filha e eu

Nós, minha filha e eu
É maravilhoso estar perto de quem se ama!

Os mais belos versos de amor que nenhum homem escreveu. Somente feitos por Deus.

Os mais belos versos de amor que nenhum homem escreveu. Somente feitos por Deus.
Está na beleza da flor a essência do que não se vê, mas apenas se sabe que existe, o inegável , o verdadeiro mistério da criaçãol.

Pra não dizer que não falei de pássaros...

Pra não dizer que não falei de pássaros...
No beiral de minha sacada um estranho fez seu ninho. Nos dias de frio ficamos nos observando: cada um na sua. Há espaço para todos, sempre cabe mais um. E ali ficamos respeitando nossos limites a nos observar mutuamente. Já me acostumei com sua presença. Seja bem-vindo, a casa é sua...

Último luar de 2009

Último luar de 2009
A natureza é sabia!