sábado, 1 de outubro de 2011

Dia do idoso

Síndrome do ninho vazio ou a glória dos múltiplos ninhos?
Foram anos de dedicação na criação dos filhos até o dia em que eles resolvem "voar". Na casa que antes era cheia de vozes, o silêncio passa a reinar . E agora, o que fazer?

Não tem como evitar, este é o ciclo da vida.
O que precisamos entender é que os filhos crescem, mas o afeto não diminui, o que muda é somente a forma de demonstrá-lo. Os filhos não deixam de amar os pais quando começam a amar outras pessoas. Que bom que eles aprenderam a amar! A independência dos filhos deve ser um triunfo para os pais, afinal, "o ninho poderá ficar um tanto vazio, mas a verdade é que outro ninho surge, senão vários deles". Precisamos ver a saída dos filhos como um sinal positivo, de independência e crescimento.
Portanto, não se deprima diante do crescimento e saída de casa dos seus filhos e saiba agir quando a "síndrome do ninho vazio" bater a sua porta:
  • Retome antigos projetos, como fazer uma reforma na casa, participar de um grupo, fazer um curso, começar uma nova atividade, se dedicar a um trabalho diferente;
  • Aprenda a conviver com a rotina no casamento, imagine que é uma oportunidade para reaquecer o relacionamento conjugal: conviva sem cobranças referente ao passado; descanse; faça uma atividade física; visite parentes e amigos; viaje e se divirta;
  • Frequente uma igreja, não deixe de cuidar de sua parte espiritual;
  • Faça novas amizades, arrume um namorado(a), se estiver sozinho(a);
  • Visite a casa dos filhos e curta seus netos;
  • Se mesmo assim a tristeza avançar, procure ajuda de um médico.
Tenha uma atividade física regular, alimente-se adequadamente, não fume e beba moderadamente. Fuja da monotonia, da rotina, cuide de sua aparência, evite o estresse, tenha uma alimentação saudável, descanse, divirta-se, saia para dançar e enamore-se sempre.

Receita simples para viver mais e feliz!
  • Comer a metade
  • Andar o dobro
  • Rir o triplo

23 comentários:

  1. Olá, vi a sua atualização no meu blog, e vim te visitar, "falhamos" ao seguir tantos e deixamos de ler tantas coisas importantes,porque não temos tempo pra acompanhar todos, infelizmente.
    Achei o post super especial, quando toco no assunto me sinto triste, pois sei que é difícil essa ausência dos filhos, quando eles se vão,sinal de vazio ,acho que sim...
    Você diz que a independência dos filhos deve ser um triunfo para os pais, sim , é verdade.
    Há pais ou mães que ficam sozinhos, sem a presença do parceiro e muitos são abandonados, ficam se sentindo rejeitados, se melindram com isso e vão se isolando, conheço vários idosos que estão tão sós que dá dó.
    Os filhos, às vezes são tão ingratos!
    Sobre "enamore-se sempre"...é preciso auto-estima para isso, nem todos têm, devido à depressão e outros fatores... "solidão"**
    Enfim, eu tenho medo da "síndrome"...
    Um abraço afetuoso da Mery*
    Desculpe se não me expressei bem, mas o assunto mexe muito comigo.

    ResponderExcluir
  2. Lindo post querida!Não se deixar levar pela solidão é o primeiro passo e teus conselhos eu resumo sempre nas palavras:" Enfeite sua vida".
    Existem tantas maneiras de tornar a vida boa e menos solitária como bons livros, músicas, ver o que de bonito oferece a natureza em boas e longas caminhadas,amigos,família,bons programas de TV, filmes enfim tudo que possa aumentar o conforto , o bem estar e alimentar a alma.Sim! pode-se ser feliz em qualquer idade.Adorei vir aqui!! Tenha um domingo de puro encanto.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Parabéns pelo blog! Estou seguindo.
    Segue lá também..

    http://estanteseletiva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Já vi gente bem próxima sofrer muito com essa situação, Zélia, mas, como diz teu post, é o ciclo da vida...

    Um beijo, boa semana!

    ResponderExcluir
  5. OI, Mery
    Você tem toda a razão, pois existem filhos que jogam seus pais em asilos e nunca mais vão procurá-los. A rejeição, o isolamento e a solidão fazem muito mal a qualquer ser humano ainda mais a esses que dicaram toda uma existência a seus filhos e no seu final da jornada em vez de amor e dedicação ficam entregues a sua própria sorte.Realmente, é um tema que mexe muito com a gente.
    Beijos, querida e volte sempre.

    ResponderExcluir
  6. Oi, amiga
    Tuas palavras me enchem de felicidade.
    Realmente, a solidão é o grande mal que afeta todo ser e uma porta para a depressão . Devemos buscar outras alternativas, como tu bem disseste: devemos enfeitar a vida. A felicidade está nas pequenas coisas de nosso cotidiano
    Tenha um lindo final de domingo
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Wanessa
    Já estive lá e estou te seguindo. A proposta de teu blog é ótima, um grande incentivo à leitura.
    Visite sempre, serás sempre bem vinda.
    :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Luna
    Infelizmente é assim que as coisas acontecem, é o ciclo... Às vezes comparo com as velhas árvores que tanta sombra e abrigo proporcionaram e hoje...
    Mas não vamos sofrer por hoje, alegremo-nos e que possamos fazer a nossa parte.
    Um lindo final de domingo e uma ótima semana.
    \o/
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Oi Zélia, lhe encontrei no blog da Mery RJ, achei o seu muito bacana e por isso resolvi participar e faço o convite para que participe do nosso também, o que estendo a todos os seus amigos! Sou enfermeiro, maranhense e moro em São Luis-Maranhão.Um abraço, Paz e Luz

    ResponderExcluir
  11. Zélia, adorei essa receita, levarei comigo.
    Adorei também sua visita, foi um prazer.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  12. OI, Marcos
    Será um prazer compartilhar essa amizade e carinho.
    Veja bem vindo, fique a vontade.
    Um grande abraço, amigo

    ResponderExcluir
  13. O prazer é meu em vê-la aqui, querida.
    Que bom que você gostou!
    Venha sempre.
    :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Zélia querida,
    Que coisa mais fofa essa sua postagem. É uma mensagem linda para aqueles que, depois dos filhos criados, sentem-se sós e, muitas vezes, esquecidos. Somos nós, os idosos, também pessoas que ainda queremos e devemos viver com toda a intensidade como quando ainda éramos
    jovens, ainda mais quando a saúde nos ajuda nesta época da vida. Gostei muito do texto.
    Um grande beijo e uma ótima semana para você.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  15. Oi Zélia! Solidão...quem nunca sentiu o ninho vazio? Infelizmente, esta é uma síndrome difícil realmente,principalmente quando estamos tratanto de pessoas que dedicaram-se a cuidar por toda uma vida...acho a receita que vc está compartilhando mto bonita e generosa...acredito também que os filhos também devem ler e buscar interagir com seus pais,avós, no sentido de minimizar este sentimento.
    Afinal,os laços de amor são os laços mais lindos do mundooo! =D

    ResponderExcluir
  16. Querida Maria,
    Que bom que você gostou,tudo é uma questão de se aceitar, saber viver e tirar proveito do que de melhor existe em cada fase de nossa existência. Esta é a fase da colheita, vamos resgatar aquilo que plantamos: as nossas atitudes, boas amizades, o cuidado com o nosso corpo e o amor, isto é muito importante.
    Uma linda semana para você, muita luz em seu caminho.

    ResponderExcluir
  17. Olá Jaci,
    A solidão é muito triste, daí a importância de semear amor, interagir com os amigos e cuidar do nosso lado espiritual.
    :D
    Beijos, querida, tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  18. Meu Anjo.
    Deus abençoe sua semana
    sou sempre grata pelo seu carinho.
    No momento quase não estou conseguindo fazer visitas.
    Porém tenho você no meu coração e pensamento.
    Estarei tentando deixar meu carinho também,
    parabenizar pelas postagens lindas que leio na sua postagem.
    Um beijo no coração .
    Já com saudades e muitas.
    Evanir

    ResponderExcluir
  19. Realidade de muitas pessoas...mas como tudo na vida tem seu ciclo, o melhor é aceita-lo!!
    Acho também que os filhos tem que espalhar amor e não deixar seus pais sozinhos!!

    Beijinhos Querida!!
    Paz e Luz!!

    ResponderExcluir
  20. Um lindo texto, com uma receita maravilhosa de ensino da vida. ótima semana, cheia de muitas energias positivas, muita paz e muita luz sempre na tua vida. Beijos grande!

    Smareis

    ResponderExcluir
  21. Evanir querida,

    Você é especial, sempre tão atenciosa distribuindo carinho. Obrigada, querida.
    Desejo a você uma semana de muita luz.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. OI, Roberta
    Sim, aceitação em primeiro lugar, tudo tem o seu tempo...
    Beijos querida e uma semana de sucesso, muita luz.

    ResponderExcluir
  23. Smaris,
    Obrigada, amiga. A você também uma semana de realizações positivas, muita luz.
    ;) Beijos

    ResponderExcluir

Assim nasceu 2010!

Assim nasceu 2010!
A exuberancia da natureza se manifesta em toda a sua plenitude. Feliz 2010

A metamorfose

A metamorfose
Flagrante da vida que surgirá em 2010. Que cor terá? Só sei que virá para tornar minha vida mais feliz quando pousar em meu jardim. Embora sua passagem seja breve valeu a pena esperar por esse momento. Cada ser tem sua missão aqui neste planeta e a dela é de embelezar e alegrar nossas vidas.

Nós, minha filha e eu

Nós, minha filha e eu
É maravilhoso estar perto de quem se ama!

Os mais belos versos de amor que nenhum homem escreveu. Somente feitos por Deus.

Os mais belos versos de amor que nenhum homem escreveu. Somente feitos por Deus.
Está na beleza da flor a essência do que não se vê, mas apenas se sabe que existe, o inegável , o verdadeiro mistério da criaçãol.

Pra não dizer que não falei de pássaros...

Pra não dizer que não falei de pássaros...
No beiral de minha sacada um estranho fez seu ninho. Nos dias de frio ficamos nos observando: cada um na sua. Há espaço para todos, sempre cabe mais um. E ali ficamos respeitando nossos limites a nos observar mutuamente. Já me acostumei com sua presença. Seja bem-vindo, a casa é sua...

Último luar de 2009

Último luar de 2009
A natureza é sabia!